VIVER DE VERDADE

Viver de verdade

Viver de verdade… Onde você está agora? O que está fazendo? Com quem está? Quais são suas vontades e sonhos?

Neste exato momento, você está onde quer estar? De verdade, está? Não quero saber se está onde é possível estar, nem se está fazendo o que dá pra ser feito, nem se relacionando com quem apareceu. Não, quero saber se você está realizando seus sonhos, exercendo suas vontades, quero saber se você está vivendo uma vida de verdade, não sobrevivendo, isso todos fazem, não há mérito em sobreviver, há em viver, sentir seu coração pulsar, suas pernas tremerem, sua alma vibrar… Isso é viver, sentir constantemente um frio na barriga, borboletas no estômago, sentir que algo está por vir, que há movimento, que você não está parado, assistindo de camarote a anestesia do seu ser, é desse viver que estou falando…

E agora te pergunto novamente, você está vivendo ou morrendo? Morrendo todos estamos, a cada dia nos aproximamos mais da morte, essa é a condição de se estar vivo, quanto a isso nada temos a fazer, não há escolhas, não há como enganar o tempo, mas cabe a nós escolher como e com qual qualidade viveremos até encontrarmos a morte de vez.

Mas, e você, está mesmo vivendo? Em caso positivo, ótimo, perfeito, parabéns por arriscar ser quem você é, a vida precisa de coragem e você a tem, vá, continue, siga em frente aproveite cada segundo do viver… Mas em caso negativo, por que não está? O que acontece, onde você parou, por que desistiu? Acha que não pode, não deve, não sabe como, não merece, acha que esse lance de viver e ser feliz não existe, não é possível? Por quê? Por que ao menos não tenta? Reflita, perceba, conecte-se consigo, olhe pra você, se dê atenção, esmiúce seus sentimentos, sensações, vontades e sonhos, os encontre aí dentro, talvez os encontrando, percebendo que tudo está aí, bem dentro de você, nada fugiu, só está escondido dentro de uma caixa protegida, aquela que nem mesmo você ousa abrir.

Quebre a regra, abra a caixa e olhe, encare de frente tudo que você guardou e se pergunte: por que enterrei tão fundo, fundo o bastante para esquecer que existe, por quê?

Tudo isso é medo? Medo de não dar certo, medo de não ser possível, medo de não conseguir, de se decepcionar e doer, machucar? Mas, e hoje? Não está doendo, não está machucando? Você se esconde, decide viver uma vida congelada, enterra seus sonhos e habilidades de realizá-los, com medo de sofrer, mas todas essas medidas preventivas só levaram ao sofrimento, já está doendo… Qual a vantagem de encaixotar a vida? Por que tanto medo de viver?

Tome consciência de quem é, do que quer, de onde e com quem quer dividir sua vida, opte pelo que faça sua alma vibrar, sempre há estradas, caminhos e atalhos, basta querer ter um destino!

   

entre em contato

   
GANESHA METAMORFOSE ESPAÇO TERAPÊUTICO
R: Dona Rosa de Gusmão, 135 - Jd. Guanabara, Campinas/SP CEP:13073-141
Entre em contato
(19) 2515-6500